Segunda-feira, 14 de Dezembro de 2009

Endoscopias em doentes especiais

 

"Os exames endoscópicos em sua maioria são procedimentos seguros, com baixos índices de complicações serias ( 0,02-0,1%), sendo em sua maioria decorrentes de problemas cardiorrespiratórios, tendo as arritimias como os mais importantes.
A maioria das complicações ocorrem em pacientes com doenças cardíacas, pulmonares, pacientes idosos ou com pré-disposição a queda na saturação de oxigênio.
O local e avaliação prévia do paciente podem minimizar muito o risco de uma intercorrência séria. Realizar o exame em ambiente hospitalar pode ser mais prudente para pacientes acima de 70 anos , ou aqueles que são portadores de doenças cardíacas, pulmonares crônicas ou mesmo insuficiência renal ou hepática.
A avaliação do médico antes do exame é interessante para obtermos informações clinicas e de exame físico que podem colaborar caso haja algum problema durante o procedimento, tais como, avaliar a via aérea e saber se o paciente poderá ser facilmente ventilado caso necessário, saber se o paciente tem apnéia do sono ( o que não impede o exame, apenas deixa a equipe em alerta para enventuais necessidades extras).
Exames laboratoriais para pacientes de risco como os já citados é importante para somar informações aos dados colhidos.

Durante o exame com sedação consciente, ou seja, sob leve sedação que causa apenas uma diminuição da ansiedade, fazendo que o paciente relaxe podendo até dormir, entretanto respondendo a estímulos verbais e/ou táteis, deve-se manter uma monitorização contínua com oximetro de pulso e aferição da pressão arterial a cada 5 minutos ( recomendado pela Sociedade Americana de gastroenterologia). O uso de suplementação de oxigênio por meio de cateter é recomendado...."

 

 

"...Escolha do sedativo e do analgésico..."

 

 

"...Pacientes com insuficiência hepática


A parte mais importante é o preparo desses pacientes e o conhecimento do grau de insufiencia hepática.
Na avaliação pré exame, devemos atentar para o nível de reserva hepática do paciente, corrigir possíveis distúrbios hidroeletroliticos, infecciosos, anemia importante, disfunções renais e principalmente distúrbios de coagulação.
O esvaziamento gástrico desses pacientes pode ser mais demorado devido ao edema das paredes gástricas ou memso pela ascite volumosa, portanto o período de jejum pode ser superior a rotina.
A monitorização deve ser a mesma de pacientes cardiopata e se possível a adição da capnografia. Em procedimentos prolongados é prudente monitorizar a temperatura do paciente, já que são mais suceptíveis a hipotermia.
Quanto a sedação a xylocaina spray por ter metabolização hepática deve ter sua dose reduzida. O midazolan tem sua meia vida te 4 vezes maior devendo também ter sua dose diminuída. O propofol também apresentará sua meia vida aumentada.
Nehuma droga utilizada habitualmente em procedimentos endoscópicos causam alteração significativa da função hepática. A sedação pode agravar a encefalopatia em pacientes com cirrose. É necessário períodos maiores de observação pelo aumento do período de permanência das drogas no organismo dos pacientes com esse quadro...."

 

 

in Safdiagnosticos's Blog

 

Etiquetas:
publicado por CH às 13:44
link do post | comentar | favorito
|
blogs SAPO

.Visitas

Free Hit Counters
Free Counter

.posts recentes

. Cirrose

. Cirrose Hepática

. Encefalopatia hepática

. Doenças do Fígado

. Cientistas criam fígado a...

. O que é a cirrose hepátic...

. O chocolate amargo

. Cirrose

. Dieta na Cirrose

. Estágios da cirrose

. Cirrose

. Doença degenerativa do fí...

. Cirrose

. Patologia hepática - I pa...

. Endoscopias

. Cirrhosis Support Group

. Endoscopias em doentes es...

. O QUE SIGNIFICA AST (TGO)...

. Encefalopatia Hepática

. Cirrose Hepática

. Varizes esofágicas

. Varizes Esofágicas

. Encefalopatia PDF

. Rifaximina Xifaxan Encefa...

. Varizes esofágicas

. O que é a esteatose hepát...

. Gastropatia

. APEF

. Cirrose

. Vídeo

. O fígado

. Video

. Tratamento para o câncer ...

. Encefalopatia hepática

. Cirrose

. Cirrose e Diabetes

. MELD

. Cirrose

. Endoscopic Variceal Bandi...

. Endoscopy in advanced Cir...

. Cirrose do fígado pode ta...

. A encefalopatia hepática ...

. O Eltrombopag aumenta as ...

. Blog relacionado com as p...

. Fígado e Álcool: Quanto p...

. Histopathology Liver--Cir...

. Histopathology Liver--Alc...

. Histology of the Liver

. Esophagus varices

. Histopathology Esophagus ...

.arquivos

. Janeiro 2011

. Outubro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.Mais informação

.subscrever feeds

.mais sobre mim

.Etiquetas

. cirrose

. cirrose hepática kitocel pirfenidone

. colchicina cirrose fibrose

. diabetes insulina cirrose

. encefalopatia hepática

. encefalopatia hepática rifaximina

. endoscopia

. estágios cirrose

. esteatose hepática

. fígado

. gastropatia hipertensiva portal

. kitocel

. meld

. pirfenidone

. plaquetas

. rifaximina

. rifaximina xifaxan encefalopatia hepatic

. rifaximina xifaxan/flonorm

. rtp

. transaminases

. varizes

. varizes encefalopatia

. varizes esofágicas

. vitamina

. todas as tags

.A ter conhecimento...

online

.Pelo Mundo

free counters